Ticker

6/recent/ticker-posts

Quer perder peso? Conheça 5 metas nutricionais mais efetivas que a dieta



Perder uns quilinhos é o desejo de muita gente, especialmente quando um ano novo começa. Pelo senso comum, a forma mais rápida de alcançar o objetivo desejado é apostar em dietas restritivas, mas a verdade é que outras atitudes podem gerar resultados bem melhores.

“Além de desregular a nossa sensação de saciedade e fome, esse tipo de regime também reduz a nossa taxa metabólica basal, que é a quantidade de energia que o corpo gasta quando está em repouso. Dessa maneira, a pessoa vai ter mais dificuldade para perder peso no futuro”, diz a nutricionista Aline Monteiro, especialista em transtornos alimentares pela USP (Universidade de São Paulo).

Esse é o motivo pelo qual pessoas que desistem da dieta acabam voltando para o mesmo peso ou até engordando mais. E é aí que começa a frustração.

5 atitudes melhores que a dieta

A psicóloga e pesquisadora Blair Brunette, da Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos, listou cinco metas nutricionais mais eficientes para perder peso do que as dietas restritivas. Nenhuma delas envolve remover um tipo específico de alimento do prato, exceto em casos de alergia ou intolerância.

1. Mais água

O consumo de água é imprescindível para quem quer viver melhor. Apesar disso, muitas pessoas têm dificuldades em ingerir as porções diárias indicadas do líquido, o que pode causar fadiga, dor de cabeça e até problemas mais graves, como infecções urinárias e pressão alta.

Para facilitar o consumo, a dica é deixar sempre um copo de água na mesa de cabeceira e tomar logo pela manhã, após acordar. Se o problema é a falta de aroma, vale colocar alguns pedacinhos de frutas e até apostar em chás e infusões antes de ir dormir.

“Existe a regra de tomar 35 ml por kg de peso corporal, mas isso pode variar conforme o nível de atividade física, idade e ritmo de vida. Por isso, o ideal é fazer um monitoramento através da urina e do ritmo intestinal de cada um”, diz Monteiro.

2. Mais fibras

As fibras são compostos vegetais poderosos que garantem inúmeros benefícios para o corpo. Além de melhorar a função intestinal e ajudar a controlar os níveis de colesterol, elas auxiliam no emagrecimento saudável e até na prevenção do câncer de cólon.

“Indivíduos que comem bastante fibra tendem a apresentar menor risco para o desenvolvimento de doença coronariana, hipertensão, obesidade, diabetes, câncer de cólon, desordens intestinais, entre outras”, explica Renata Kitade, especialista em transtornos alimentares pela USP e chefe da equipe de nutrição do Esporte Clube Pinheiros, de São Paulo (SP).

3. Mais variedade

A relação de quem quer perder peso com a comida pode ficar um pouco tensa com o passar do tempo. Para reverter essa situação, torne o processo mais prazeroso diversificando seu cardápio. Procure novas receitas e experimente pelo menos um prato novo toda semana.
 
“Desenvolver habilidades culinárias ajuda a pessoa a ter momentos de autocuidado. Aprender a cozinhar pode fazer com que ela resgate memórias afetivas, entre em contato com as suas origens, além de aumentar a interação social: você pode cozinhar para alguém ou chamar um amigo para cozinhar contigo”, sugere Aline Monteiro.

4 – Mais inclusão

Excluir um determinado tipo de alimento da alimentação só aumenta a vontade de comer aquela coisa. Ao invés de eliminar ou proibir, opte pela inclusão de opção saudáveis e nutritivas. De acordo com um estudo da Universidade de Estocolmo, na Suécia, essa atitude costuma garantir resultados bem melhores do que a subtração.

“Hoje as dietas estão cada vez mais sendo substituídas pela inclusão, ou seja, o objetivo é adicionar opção saudáveis e nutritivas para trazer saciedade, saúde e, assim, diminuir os industrializados e processados”, explica Luisa Wolpe Simas, professora da UFRJ e especialista em nutrição clínica pela UFPR.

5. Mais intuição

O autoconhecimento é uma das coisas mais importantes no processo de emagrecimento. Respeite seu corpo quando estiver com fome, mantendo limites como horários e tipos de alimento. Entenda como satisfazer seu organismo e se conheça melhor para alcançar o equilíbrio.

“É um objetivo desafiador entender os sinais e estímulos do corpo. Essa linha de trabalho acredita que as pessoas podem fazer escolhas nutricionais mais inteligentes se entenderem como seu organismo e rotina funcionam”, afirma Eric Naegeli, CEO da Diethetica Nutri & Food e pós-graduado em tecnologia de alimentos pela Universidade Gama Filho.

“É para ser algo prazeroso, com leveza, em sintonia com o nosso interior e com o ambiente em questão”, finaliza Renata Kitade.

Postar um comentário

0 Comentários