Ticker

6/recent/ticker-posts

Nubank 2022: Saiba como contratar o empréstimo neste ano



O Nubank é um dos maiores bancos digitais do Brasil. Diariamente a fintech atrai milhares de cidadãos que procuram serviços financeiros sem burocracias. Dentre os mais solicitados, se destaca o empréstimo da instituição financeira.

O crédito pessoal do Nubank permite que o contratante pague a dívida em até 24 meses, ou seja, dois anos. Além disso, os solicitantes possuem um período de três meses de carência para começar a pagar o empréstimo.

Por meio do aplicativo, os interessados ainda conseguem realizar simulações para conferir todas as condições do serviço antes de contratá-lo. A concessão dependerá da avaliação de crédito da fintech.

Como simular e contratar o empréstimo Nubank?

Por ser um banco digital, todo o processo de solicitação e liberação é feito de forma online, através do aplicativo do Nubank. Antes mesmo de realizar a simulação, é possível conferir a sugestão de crédito da fintech.

Na prática, enquanto está contratando o empréstimo, o usuário consegue visualizar o valor, número de parcelas, juros, entre outros detalhes do serviço. Veja o passo a passo para simular e contratar o crédito a seguir:

  • Acesse o aplicativo do Nubank;
  • Na tela principal, observe a barra inferior e selecione “Empréstimos”;
  • Clique em “Novo Empréstimo” e selecione o motivo pelo qual quer a opção;
  • Faça a simulação inserindo o valor que deseja contratar;
  • Informe a quantidade de parcelas e a data que deseja realizar os pagamentos;
  • Feito isto, confira os juros, as condições e o valor total do acordo;
  • Para finalizar, confirme a operação e o valor será transferido imediatamente para a Nu Conta.

Juros do empréstimo Nubank

A instituição determina a porcentagem das taxas de juros conforme o perfil do cliente. No momento de contratar o empréstimo, é possível conferir todas as condições do serviço. O Nubank ressalta que sempre espera que os juros aplicados sejam um dos menores do mercado.

Por fim, cabe salientar que além dos juros, o solicitante fica sujeito ao pagamento de IOF, registros, seguros, tributos e as demais despesas específicas no Custo Efetivo Total (CET) referentes ao empréstimo.

Postar um comentário

0 Comentários