Ticker

6/recent/ticker-posts

'Arrependo de não ter vacinado', diz comediante antes de morrer de COVID-19



O comediante Christian Cabrera, de 40 anos, morreu nos Estados Unidos, vítima da COVID-19. O óbito foi confirmado em 21 de janeiro, poucos dias depois dele ter dito ao irmão que se arrependeu de não ter se vacinado.

Cabrera foi internado no começo de janeiro no hospital Sherman Oaks, em Los Angeles. Nas redes sociais, dia 14, ele compartilhou com os mais de 115 mil seguidores que não estava mais conseguindo respirar sozinho. "Estou há quase uma semana na UTI e agora não estou respirando sozinho, devido à infecção por pneumonia causada pela Covid em ambos os pulmões!", escreveu.

Em uma mensagem de texto durante sua internação, Christian escreveu para Jino, seu irmão, dizendo que teria feito diferente se pudesse voltar no tempo. "Não consigo respirar de novo. Eu realmente me arrependo de não ter tomado a vacina. Se eu pudesse fazer tudo de novo, eu tomaria para salvar minha vida. Estou lutando por minha vida aqui e queria que tivesse me vacinado. Está muito doloroso hoje, muito difícil de respirar. Falamos mais tarde", disse.

Christian deixa a esposa e um filho de três anos. "Nossos corações estão completamente quebrados, não estávamos preparados para perdê-lo tão de repente", escreveu a família. Ele tinha um personagem de humor chamado "Melhor amigo chinês" ao lado do comediante Michael Blackson.

Na última quarta-feira (26/1), a média de mortes por COVID-19 nos Estados Unidos alcançou um nível preocupante, atingindo 2.259 casos na semana, segundo o Departamento de Saúde e Serviços Humanos. Este foi o maior patamar desde 15 de janeiro de 2021.

Ao mesmo tempo, houve uma queda de 25% no número de novos infectados por dia, registrando uma média de 603 mil novos casos. O recorde foi atingido no dia 10, com 1,3 milhão de novas pessoas infectadas pelo vírus.

Já o total da população que completou o esquema de vacinação, com as duas doses, foi de 64%.

Postar um comentário

0 Comentários